Como saber se o meu nome está sujo? Faça a sua consulta gratuita

Como saber se o meu nome está sujo? Faça a sua consulta gratuita

Por: Roberta

“Como saber se o meu nome está sujo?” é uma dúvida comum entre aqueles que tentam solicitar crédito e nunca conseguem. Isso porque, embora não seja difícil lembrar de alguma inadimplência, nem sempre o controle do orçamento mensal está em dia, o que pode ajudar no surgimento de questionamentos do tipo.

Anúncios

E, como bem sabemos, ter o nome sujo pode trazer uma série de consequências, mas, quais são elas?

Como saber se o meu nome está sujo

Além disso, quais os canais oficiais de consulta de dívida? Como regularizar débitos de forma segura? 

Todas essas questões serão tratadas ao longo do conteúdo de hoje.

Dito isso, para entender tudo sobre consulta de débitos, basta continuar sua leitura! 

    As consequências de ter o nome sujo 

    Ter o nome sujo é algo que praticamente todas as pessoas têm pavor de que ocorra com elas, graças às consequências.

    Isso porque, se engana quem acredita que os devedores apenas são importunados com cobranças via cartas e ligações, já que o buraco é bem mais fundo.

    Dentre as consequências de se tornar um devedor, podemos destacar a dificuldade de conseguir crédito.

    Aqueles que têm os nomes inscritos nas listas de devedores enfrentam grandes dificuldades para conseguir um cartão de crédito, empréstimo e até mesmo um financiamento.

    Além disso, a negativação do nome também reduz o score de crédito, o que prejudica o nome da pessoa.

    Em casos mais graves, dívidas podem levar a processo judiciais, e até mesmo a execuções, onde bens são tomados para pagamento de débitos.

    Por isso, a pergunta "como saber se o meu nome está sujo?" é muito importante para evitar o problema, e garantir que todos esses prejuízos não ocorram.

    Como saber se o meu nome tá sujo?

    Como vimos, ter o nome sujo é algo que pode trazer muitos transtornos à vida do devedor, especialmente no que diz respeito à conquista de crédito.

    Mas, não são raros os casos em que a pessoa sequer sabe que o nome está sujo, especialmente quando esta não tem controle sobre os seus gastos mensais.

    Com isso, um boleto ou outro acaba passando, a fatura do cartão vence, e a pessoa nem desconfia que está negativada por um mero esquecimento.

    E, em muitos casos as cobranças não ocorrem, especialmente quando as empresas não têm acesso aos meios de contato do devedor.

    Com isso, a única forma de saber se tem alguma dívida, é por meio das consultas.

    A seguir veremos dois meios principais para realizar esse tipo de consulta, e se livrar da dúvida "como saber se o meu nome está sujo?".

    Consulta pelo Serasa para saber se o meu nome está sujo

    O Serasa é o principal canal para consultar dívidas, visto que este é um dos principais órgãos de proteção ao crédito do Brasil.

    E, quando falamos em órgão de proteção ao crédito, nos referimos às instituições que estabelecem listas com os dados de devedores no país.

    Essas listas têm por intuito evidenciar o (s)  débito (s), protegendo possíveis credores de realizar operações com clientes com alta probabilidade de inadimplência. 

    No caso do Serasa, a plataforma é bem completa, e conta com um banco de dados atualizado.

    Para fazer essa consulta, você pode acessar o site ou o aplicativo do Serasa.

    Isso feito, faça o seu login usando o seu CPF, e em seguida procure pela aba "Dívidas em seu CPF".

    Caso exista algum débito com empresas privadas no seu nome, este aparecerá através dessa consulta.

    Vale dizer que você consegue saber o valor, a data do débito e a empresa de cobrança.

    Dívida Ativa 

    Assim como o Serasa, a Dívida Ativa é um meio de registro de dívidas, mas, estas são relacionadas a taxas, tributos e multas públicas.

    Sendo assim, caso você fique devendo tributos empresariais ou até mesmo multas de trânsito, o seu nome pode ser inscrito na Dívida Ativa da União.

    Para fazer consultas à Dívida Ativa é bem simples, visto que basta acessar o portal Regularize, da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional.

    Acesse o portal usando sua conta Gov.br, e caso existam débitos inscritos, estes aparecerão.

    Vale dizer que é possível regularizar os seus débitos na Dívida Ativa através do portal Regularize, à vista ou de forma parcelada.

    Então, se você deseja respostas à pergunta "como saber se o meu nome está sujo?" saiba que a Dívida Ativa é um importante meio de consulta! 

    Dicas para limpar o nome 

    A esta altura você já sabe a resposta para “como saber se o meu nome está sujo?”, visto que esta consulta pode ser feita pelo Serasa e pela Dívida Ativa.

    Mas, apenas ter conhecimento da dívida não é suficiente para resolver a situação, visto que é preciso se livrar dos débitos para limpar o nome.

    Mas, se engana quem pensa que basta pagar o débito para limpar o nome.

    Isso porque, infelizmente o setor de regularização de dívidas do Brasil está repleto de golpes e práticas abusivas.

    Por isso, é importante se preparar, a fim de evitar prejuízos e quitar os débitos de forma segura e eficiente.

    Vejamos algumas dicas.

    Priorize a renegociação

    Quando falamos em quitação de dívidas, a renegociação é uma palavra que sempre deve ser prioridade.

    Isso porque, renegociar consiste justamente em tirar um contrato da inadimplência, através de um acordo de pagamento.

    Mas, além disso, a renegociação também serve para encontrar um meio termo justo para ambas as partes.

    Assim, tanto a credora, quanto o cliente não saem prejudicados com o valor pago pelo débito.

    Por isso, opte sempre pela renegociação, a fim de evitar juros abusivos.

    Isso é tão importante quanto encontrar respostas para "como saber se o meu nome está sujo?".

    Lembre-se que inadimplência é sinônimo de juros

    Além de ter a resposta para “como saber se o meu nome está sujo?”, devemos entender que a regularização da dívida é muito importante.

    Isso porque, após tomar conhecimento do débito, não são raros os casos de pessoas que acabam aceitando a situação, e deixando a resolução para depois.

    Mas, é importante saber que dívidas esquecidas acumulam juros em cima de juros.

    Por isso, quando antes você regularizar, melhores serão as condições para pagamento.

    Cuidado com acordos abusivos 

    Ao tentar renegociar os seus débitos, é importante que você tenha muito cuidado durante a tratativa da resolução da dívida.

    Isso porque, muitos bancos acabam oferecendo acordos que não são nem um pouco vantajosos para o cliente, graças aos juros e condições oferecidas.

    Acordos de parcelas pequenas em 60 vezes são os mais famosos nessa categoria.

    Isso porque, os bancos conseguem disfarçar os juros nessas parcelinhas, de forma que o cliente nem percebe que está pagando quase o triplo do que deve.

    Por isso, fique de olho nos acordos, e só aceite um que seja justo.

    Isso te ajudará muito, após entender "como saber se o meu nome está sujo?".

    Só faça acordos por meios oficiais 

    Muitos consumidores acabam caindo em golpes ao desejarem renegociar os débitos para sair do vermelho.

    Isso ocorre porque muitos golpistas se aproveitam dessa situação para se passar pelo banco e oferecer condições que parecem imperdíveis.

    Dívidas de R$ 5 mil por R$ 500,00 são algumas das propostas mais comuns, e que infelizmente convencem muitos a fazer transferências e pagamentos para  golpistas.

    O resultado disso é que o seu dinheiro será perdido, visto que o pagamento não terá valor nenhum para o banco credor, já que não foi feito a ele.

    Por isso, só faça acordos e pagamentos após confirmação de autenticidade do banco ao qual você deve.

    Além disso, desconfie de propostas que pareçam muito vantajosas, chegando a quase 90% de desconto.

    Assim, você garante que quando pagar seu débito, de fato sua dívida se extinguirá.

    Então, agora que já sabe a resposta para "como saber se o meu nome está sujo?", faça suas consultas e evite os prejuízos das dívidas! 

    Aproveite e leia também O que é negativado e quais as consequências na vida financeira?