Gastos no Cartão de Crédito: saiba controlar e evitar dívidas

Gastos no Cartão de Crédito: saiba como controlar e evitar dívidas

Por: Equipe de Conteudo Consultacred

As dívidas são parte da vida do brasileiro, principalmente por conta dos gastos no cartão de crédito, ainda mais com os bancos digitais facilitando muito o acesso a créditos que antes eram muito burocráticos.

Anúncios

Utilizar cartão de crédito é importante sim, permite adquirir itens de maior valor parcelado, o que desafoga as finanças mês a mês, porém é preciso usar com muita sabedoria para que seja algo saudável financeiramente.

Hoje preparamos um post completo com dicas para gerir melhor os seus gastos no cartão de crédito, fazendo o possível para evitar grandes dívidas e até aproveitando alguns benefícios que as instituições oferecem.

Boa leitura.

Gastos no Cartão de Crédito: saiba como controlar

Primeiramente lembrando que o limite do cartão não deve ser encarado como mínimo de uso, até porque, se você tem um limite alto e usa ele todo, as parcelas vão ficar muito pesadas e podem atrapalhar o orçamento.

Gerencia esse limite de forma consciente e opte por compras grandes e de preferência, com o mínimo de juros possível, ou até sem.

Para isso, é bom ficar de olho nas promoções e comparar preços e condições em várias empresas para escolher a opção mais em conta.

Além disso, temos mais 8 dicas para você gerenciar seus gastos no cartão de crédito.

1. Tenha um planejamento

Por exemplo, se sua renda mensal é de 3000 reais e o limite do seu cartão de crédito é de 2000 reais, isso não quer dizer que você tem 5 mil para gastar no mês, pelo contrário.

Se você utilizar todo o limite do cartão, a fatura vai consumir mais da metade da sua renda, e pode parecer bobo, mas é um erro que muita gente comete, até porque, a fatura está lá no futuro então na hora da compra a gente nem sente.

Por isso é fundamental fazer um planejamento do uso do seu cartão de crédito, gerenciando a franquia mês a mês.

Os aplicativos de banco hoje em dia permitem que você veja as faturas futuras, o que pode indicar quais meses serão melhores para fazer uma nova compra.

2. Não gaste mais do que suas entradas

Reforçando o ponto acima, você jamais deve contrair dívidas no cartão que ultrapassem os seus recebimentos.

Primeiro que matematicamente a conta não fecha, é óbvio, mas tem outro problema ainda maior.

Caso você não consiga arcar com a fatura completa, você terá que parcelar o que sobrou, o problema aí, é que os juros são altíssimos.

3. Pague sempre o valor total da sua fatura

Complementando a dica acima, em hipótese alguma pague só o mínimo, pois isso é um grande passo em direção a uma dívida gigantesca.

Os juros do cartão de crédito são altíssimos, em todos os bancos, e ao pagar o mínimo, o que sobrar da fatura pode ficar muito maior do que era esperado.

Por isso é fundamental planejar e gerenciar o limite disponível para compor faturas em outros meses mais a frente, para que não fique uma dívida mensal tão alta.

4. Procure cartões sem anuidade ou outras taxas

As anuidades e taxas são um padrão das instituições financeiras tradicionais, e isso é justamente uma das coisas que impedia muita gente de possuir um cartão de crédito. 

Porém, com a chegada das fintechs, os bancos digitais passaram a oferecer muitas opções de cartões sem taxas e anuidades, o que é uma boa chance para quem nunca teve um cartão, poder adquirir o seu.

Por mais que a princípio pareça que as taxas são pequenas, não se deixe enganar, pois o acúmulo pode se tornar uma dívida alta.

5. Evite utilizar para valores pequenos

O grande propósito do cartão de crédito é viabilizar a compra de itens de valor maior, dividido em várias parcelas, e assim você consegue o item sem enforcar o orçamento mensal.

O problema é que na correria do dia a dia, a gente não resiste a tentação de passar um cafezinho no cartão de credito só que o acúmulo dessas pequenas compras pode ser prejudicial.

Não estamos dizendo que é proibido comprar coisas pequenas, só estamos alertando para que fique atento a isso, como mostra a nossa próxima dica.

6. Esteja sempre atento à sua fatura

Principalmente nos bancos digitais, ou tradicionais que fornecem um aplicativo, você pode acompanhar sua fatura em tempo real, e dessa forma não deixar que ela vire um monstro.

Por exemplo, é possível encaixar uma compra pequena, se a fatura não estiver muito alta e faltar poucos dias para “virar o cartão”.

Aliás, dentro do seu planejamento isso deve ser considerado, pois virar o cartão significa o fechamento da fatura, ou seja, depois de determinada data, os gastos no cartão de crédito só irão aparecer na fatura do mês seguinte, então é mais fácil para organizar as finanças.

7. Reduza a quantidade de cartões

O ideal é centralizar os seus gastos no cartão de crédito em apenas um, mas muitas vezes o limite disponível não é lá tão alto, e inevitavelmente agregamos mais cartões.

A única questão aqui, é que com mais cartões de crédito em uso, maiores serão as informações para você controlar, então pode ser uma gestão bem mais perigosa.

No melhor dos cenários, evite usar os cartões ao mesmo tempo, e o que isso quer dizer? Quer dizer que o ideal é só partir para o uso de um segundo (ou terceiro) cartão, quando o anterior tiver sem limites, porque aí ajuda a ter um melhor controle.

8. Aproveite os clubes de vantagens/milhas

Muitos cartões de crédito oferecem clube de benefícios, com várias vantagens, como milhas para comprar passagens aéreas com descontos, ou até mesmo pontos que você pode trocar por produtos.

Antes de aproveitar esse serviço, apenas verifique quais são as taxas, mas em geral pode valer a pena.

Gostou do conteúdo? Leia outros artigos sobre o assunto no blog da Consulta Cred!

Conclusão

Evitar gastos no cartão de crédito é algo que ajuda a manter as finanças saudáveis, mas nem sempre é possível, então o melhor caminho é fazer um uso mais consciente dessa ferramenta.

Aproveitando essas 8 dicas, é possível fazer uma gestão saudável do crédito, e adquirir os produtos que você sempre quis.

Por fim, para comparar as melhores opções de linha de crédito, taxas e afins, a Consulta Cred tem a solução para você, confira.