Como Sair Do Juros Rotativo Do Cartão De Crédito?

Como Sair Do Juros Rotativo Do Cartão De Crédito?

Por: Nara

Leia nosso texto e veja como sair do juros rotativo do cartão de crédito e quitar essa dívida!

Anúncios

O cartão é o produto financeiro mais desejado pelas pessoas, a maioria da população tem, já teve ou quer muito adquirir esse item.

Realmente, ter um cartão de crédito com limite é ótimo, principalmente atualmente, quando ele se tornou ainda mais benéfico.

Com eles você ganha pontos para trocar por descontos em serviços, dinheiro de volta e até mesmo uma grana extra com indicação.

Contudo, ele só é aliado nas mãos de quem sabe usar, nas mãos de quem não sabe usar e não tem controle, ele pode trazer alguns prejuízos, entre eles o juros do crédito rotativo.

Porém, quem nunca, né? Mas, fique tranquilo, continue fazendo a leitura e descubra como sair do juros rotativo do cartão de crédito.

Veja abaixo nosso índice:


O que são juros rotativos?

Juros rotativos são a taxa cobrada no crédito rotativo, uma modalidade de juros do cartão de crédito.

Quando o cliente não realiza o pagamento da fatura do cartão de crédito até a data de vencimento, ele pode escolher fazer um parcelamento.

Então, ele efetua o pagamento do valor mínimo e o restante será financiado pelo crédito rotativo. Portanto, os juros do rotativo são apenas os juros do crédito rotativo. Esses juros são cobrados em cima do valor que o cliente não conseguiu pagar.

Conforme os dados do Bacen, em 2021 os juros do rotativo chegaram a 350% ao ano, o que é assustador.

O crédito rotativo é uma modalidade de crédito emergencial, então, só é solicitado em emergências, quando a pessoa já não tem mais onde recorrer ou como evitar, infelizmente.

Por isso, é imprescindível que haja medidas para prevenir, ou seja, não cair no juros do rotativo.

A melhor forma ou principal de não deixar isso acontecer é tendo total controle dos gastos e planejamento financeiro.

Contudo, estamos falando para uma pessoa que possivelmente já caiu no crédito rotativo, então, se esse é seu caso, veja abaixo como sair do juros rotativo do cartão de crédito.


Como sair do juros rotativo do cartão de crédito?

Como os juros do rotativo são altos, o que parecia ser a solução pode se tornar num problema maior ainda.

Sendo assim, é importante sair o quanto antes!

Se você não tiver condições de pagar as parcelas com os acréscimos, uma solução é trocar a dívida por uma com juros e parcelas menores.

Ok, mas como faço isso?

Solicitando um empréstimo! Com o valor do empréstimo você paga a quantia total que deve no cartão de crédito e fica pagando apenas as parcelas do empréstimo. 

Veja abaixo algumas opções que podem ser solicitadas e te ajudar a sair do juros rotativo do cartão de crédito.

#Crédito consignado

O Crédito consignado se destaca por ter uma das taxas de juros mais menores do mercado, portanto, é uma ótima sugestão para quem necessita trocar uma dívida maior por uma menor.

Nesse caso, os juros variam de 1,29% a 2,21% ao mês. As parcelas desse crédito são descontadas diretamente do salário ou pensão do solicitante, além disso, pode ser solicitado por negativados.

Todavia, esse crédito só atende a um grupo específico, sendo eles:

Algumas instituições privadas também realizam esse modelo de empréstimo para os funcionários em acordo realizado com o banco, mas não é fácil encontrar empresas que o façam.

Você também poderá gostar de⤵️⤵️⤵️

Cartão de crédito que não consulta SPC e Serasa

Cartão de crédito para negativado autônomo

#Empréstimo pessoal

A segunda opção é o empréstimo pessoal, apesar de ter juros mais altos que o consignado, ainda são menores que o juros do rotativo, com toda a certeza.

Nesse caso, os juros variam entre 4,99% ao mês, é possível encontrar porcentagem maiores e menores dependendo da instituição, mas essa é a média.

Qualquer pessoa pode solicitar um empréstimo pessoal, mas é um pouco mais difícil de aprovar do que o consignado.

O relacionamento que o cliente tem com o banco e perfil financeiro pode fazer os juros, facilidade na aprovação e condições de pagamento serem diferentes.

#Cheque especial

O cheque especial também é um crédito emergencial, aquele, para usar em ocasiões especiais, quando estamos em apuros.

O crédito rotativo também é, mas a diferença é que tem juros maiores, sendo assim, também dá para substituí-lo pelo cheque especial.

Apesar de ter juros menores, não são tão baixos, variam entre 6,50% ao mês. Portanto, é importante avaliar essa opção e ver se terá como pagar as parcelas dela também.

#Negociação com o emissor do crédito

A última opção para sair do juros rotativo do cartão de crédito é entrando em contato com a emissora do seu cartão e tentando conseguir condições melhores para o pagamento da dívida.

Entretanto, arrisca perder o limite de crédito disponível na instituição.


Conclusão

Bom, independentemente da forma escolhida para quitar essa dívida, você precisa ter um planejamento financeiro e organizar suas finanças.

Senão, não conseguirá quitar a dívida ou seu orçamento será prejudicado em alguma área.

Ter um controle dos gastos é essencial para evitar esse tipo de armadilha, porque uma vez dentro, sair será difícil, mas não impossível.

Por fim, você pode gostar de descobrir ” O que é crédito rotativo? Veja 5 dicas para sair dessa cilada!”