Gasolina aumenta em 12 estados e supera a casa dos R$4

0
74

Gasolina aumenta em 12 estados e supera a casa dos R$4

Apesar da queda em São Paulo, gasolina sobre em de 12 estados e no DF. A casa dos R$4 de gasolina chegou no país inteiro. 


No início da semana, a estatal Petrobras havia alegado que esperaria o reajuste do mercado para definir os repasses ao consumidor. Em seguida, na terça (17), a Arábia Saudita divulgou que iria retomar rapidamente a produção da refinaria.

Isto é, um momento atípico do momento atual, no qual o parâmetro internacional do petróleo caiu 6,5%. O impacto obrigou a estatal aguardar o comportamento do mercado para desafiar a política de preços e esperar pela reação da população e dos caminhoneiros.

O preço

O aumento do preço é reflexo de um ataque na petroleira Saudi Aramco, da Arábia Saudita, na qual impactou metade da produção no país. Inclusive, o valor médio avança 0,16% no território brasileiro.


>

Na cidade mais populosa, São Paulo, um dos maiores consumidores do mais, o litro caiu 0,12%. Ou seja, de R$4,080 caiu em média para cerca de R$4,075. 

Foram 12 estados afetados e o Distrito Federal, segundo os dados da ANP – Agência Nacional de Petróleo -, houve um avanço de 0,16% no valor das bombas nacionais. De R$4,310 para R$4,317, mesmo que pouco, faz diferença para quem anda muito sobre as rodas. 


Receba nossas novidades

Seu cartão está quase pronto
Deixe seu e-mail para receber dicas e novidades sobre Cartões , Crédito e Financiamentos 95%

No berço mineiro, em Minas Gerais, houve um aumento na gasolina que vai de R$4,556 para R$4,562 por litro. 

O preço do petróleo sempre teve grandes riscos, no qual sofremos o impacto atual. Inclusive, uma boa jogada esperar o preço se normalizar para elevá-lo. Inclusive, podemos aguardar por mais. 

A gasolina aumenta, mas precisamos ficar atentos ao Oriente Médio, a qualquer momento, o valor pode subir. Porém, se o mercado se normalizar, pode cair novamente. 

Neste cenário instável, outros tipos de combustíveis podem ser a solução. Quão maior o risco, maior o preço. 

As soluções

O Etanol e o GNV são mais estáveis e garantem a economia nos picos de gasolina. Caso possua carro flex, quando o preço do álcool corresponder a 70% da gasolina, vale a pena trocar. Já o GNV, é devida a análise dos gastos para instalação e manutenção. 

Esperamos que até o fim de ano permaneçam estáveis. O mais curioso é que o aumento da gasolina desperta nas pessoas o desejo de comprar mais combustível etanol. De fato, a população pobre é a mais afetada pelo aumento

Cerca de 65% da produção de cana é destinada ao álcool, já que os produtores não estão vendo vantagem no açúcar. A solução é usar o GNV, porém, em último caso, álcool.

Quem perde somos nós

Os consumidores se preocupam com o aumento da gasolina. O aumento dos combustíveis, sobretudo, o diesel. Devido aos fretes, tudo sobre o preço, inclusive, os produtos. Afinal, tudo depende dos caminhões de entrega. 

E quem ganha? O governo. O povo já não aguenta mais pagar sem ter retorno. O que se paga de impostos é mais que a margem de lucro dos postos.