Devo aproveitar a queda da taxa Selic para fazer um financiamento?

Devo aproveitar a queda da taxa Selic para fazer um financiamento?

Por: Roberta

“Devo aproveitar a queda da taxa Selic para fazer um financiamento” é uma das pesquisas mais frequentes dos últimos dias.

Anúncios

Isso porque, exatamente no dia dois (2) de agosto, o Copom decidiu abaixar a taxa Selic para 13,25% ao ano. 

Essa taxa é considerada a taxa base do mercado financeiro, portanto, tudo que está relacionado a esse ambiente será afetado, tanto positivamente quanto negativamente. 

Sabe aquela música do Tim Maia que diz: “na vida a gente tem que entender que um nasce pra sofrer enquanto o outro ri”.

devo aproveitar a taxa selic para fazer um financiamento

No mercado financeiro também não difere, enquanto alguns investidores em renda fixa viram seus rendimentos diminuírem, os tomadores de crédito analisam a possibilidade de tomar crédito com uma taxa de juros mais baixa.

Inclusive, em meio a tantas incertezas, surgiu uma dúvida muito comum entre os brasileiros: devem aproveitar a queda da Taxa Selic para fazer um financiamento? 

Ficou curioso pela resposta? Então, continue acompanhando para descobrir! 

O que acontece se a taxa Selic cair?

Mudanças na taxa Selic causam muitos efeitos no cenário financeiro do nosso país e, também, muitas inseguranças e oportunidades. 

A recente queda da Taxa Selic para 13,25% no Brasil tem gerado considerável interesse entre os investidores, analistas de crédito e especialistas em finanças. 

Esta mudança traz consigo uma série de efeitos que devem ser analisados ​​cuidadosamente para compreender seu impacto nas áreas-chave do mercado financeiro.

No mercado de investimentos, por exemplo, a queda da taxa Selic tende a tornar o mercado de ações mais atrativo, uma vez que as alternativas de renda fixa agora oferecem retornos mais baixos.

Os investidores podem considerar realocar parte de seus portfólios para ações em busca de rendimentos mais expressivos.

Um ponto negativo para os investidores é que os investimentos em renda fixa, especialmente em títulos pré-fixados, podem sofrer uma queda na rentabilidade. 

De fato, isso pode afetar os investidores que preferem a segurança desses ativos.

Outro ponto negativo é o maior risco de volatilidade. A busca por retornos mais altos pode levar a um aumento da volatilidade no mercado de ações e outros ativos de risco, exigindo maior cautela na gestão de portfólio.

A queda da taxa de juros regente do mercado financeiro também tem seus pontos positivos e negativos, como o estímulo ao consumo e a pressão inflacionária.

Contudo, quem deseja descobrir a resposta para a seguinte pergunta: “devo aproveitar a queda da taxa Selic para fazer um financiamento?”, quer saber mesmo como ela impacta o mercado de crédito.

Em suma, a queda da Selic tende a se refletir em taxas de juros mais baixas para empréstimos e financiamentos, tornando o crédito mais acessível para empresas e consumidores.

Embora pareça ser uma boa hora, será que é realmente o momento para tomar algum tipo de crédito?

Como a queda da taxa Selic pode impactar um financiamento?

Se você chegou até aqui com essa dúvida, é porque já sabe que a taxa Selic é a taxa básica de juros do país e muitos bancos e instituições financeiras costumam usá-la como referência  para definir suas próprias taxas. 

Portanto, no caso de financiamentos e empréstimos, por exemplo, a queda da taxa Selic deixa esses produtos mais acessíveis, ou seja, como uma taxa de juros menor.

Em consequência disso, o tomador de crédito pagará menos juros ao longo do prazo do financiamento, e a parcela será menor.

Devo aproveitar a queda da Taxa Selic para fazer um financiamento?

Responder a essa pergunta com um “SIM” categórico seria irresponsabilidade nossa, uma vez que se trata de uma dívida que você pagará com acréscimo de juros.

Por isso, vamos respondê-la com o famoso clichê: “DEPENDE”.

Comparando ao cenário anterior, certamente, a queda da taxa básica de juros pode ser, sim, uma oportunidade atrativa para quem já estava planejando fazer um financiamento.

No entanto, esse não deve ser o único ponto avaliado em uma situação como essa. Um dos motivos de não apostar todas as suas fichas na queda da taxa Selic é por ela ser volátil.

Em outras palavras, ela pode aumentar ou cair mais a qualquer momento, portanto, é muito importante fazer uma simulação e escolher uma alternativa com juros fixados.

Dessa forma, você pagará o mesmo valor das parcelas, independentemente da queda ou do aumento da taxa.

Veja abaixo outros pontos que devem ser observados antes de contratar um financiamento.

1. Planejamento financeiro

O planejamento financeiro deveria ser obrigatoriedade na vida de qualquer pessoa que usa o crédito, que seja ele: cartão, empréstimos e financiamentos. 

Antes de fazer um financiamento, analise seu orçamento pessoal. Dessa forma, você poderá descobrir se as parcelas do financiamento caberão confortavelmente no seu orçamento mensal.

Lembre-se de que comprometer uma grande parte da sua renda com o pagamento de dívidas pode ser arriscado, principalmente se você tem uma única fonte de renda e é o único ou principal provedor do seu lar.

Portanto, realize o planejamento financeiro antes, durante e após concluir o pagamento do financiamento. 

Certamente, com essa ferramenta, você conseguirá manter suas finanças sob controle e quitar o débito confortavelmente.

2. Objetivos financeiros

Se você entende de investimentos, já sabe que ele deve ser definido segundo seus objetivos. 

Essa regra também pode valer para quem deseja aproveitar a queda da taxa Selic para fazer um financiamento. 

Sendo assim, não deixe de considerar seus objetivos financeiros de curto, médio e longo prazo. 

Um financiamento pode ser apropriado se estiver alinhado com seus planos e metas financeiras. 

Veja se esse crédito não atrapalhará a realização de outros objetivos, como a formação de uma reserva de emergência ou investimentos de longo prazo.

Em situações assim, é muito importante manter o equilíbrio, definir prioridades e manter os pés no chão.

O prazo de pagamento de um financiamento demora anos, dependendo do seu orçamento mensal, você só poderá concluir outros objetivos financeiros importantes quando acabar de pagar esse produto.

3. Comparação de taxas

Não é só porque a taxa Selic caiu que você deve ignorar uma das etapas mais importantes antes de solicitar um crédito: a comparação das taxas. 

Compare as ofertas de financiamento de diferentes instituições financeiras. A queda da Selic pode ter impacto variável nas taxas de juros de diferentes tipos de crédito e em diferentes prazos.

Portanto, pesquise, pesquise, compare e compare novamente a fim de obter as melhores condições possíveis.

Afinal de contas: devo aproveitar a queda da taxa Selic para fazer um financiamento?

Devo aproveitar a queda da taxa Selic para fazer um financiamento

Sem dúvidas, a queda da taxa Selic é um momento oportuno para quem já estava se planejando para fazer um financiamento ou solicitar um empréstimo, por exemplo. 

No entanto, como já pontuamos, esse não deve ser o único fator decisivo.

Tomar um financiamento é um passo muito importante, por isso, só pode ser concluído após um planejamento financeiro minucioso.

Embora seja um cenário considerado vantajoso para os tomadores de crédito, é importante ter cautela, planejamento e consciência.

Além disso, compare as opções e escolha a melhor alternativa para o seu bolso.