Desenrola Brasil: veja como quitar suas dívidas com desconto

Desenrola Brasil: veja como quitar suas dívidas com desconto

Por: Roberta

O Desenrola Brasil é um novo programa promovido pelo Governo Federal que tem dado ânimo a muita gente.

Anúncios

Isso porque, a promessa é que muitos brasileiros consigam sair das dívidas com descontos significativos e condições jamais vistas.

Mas, como o programa funciona? Quem pode participar? Quais são as condições? Vale a pena? 

No material de hoje descrevermos a iniciativa por completo, a fim de que você entenda tudo sobre o Desenrola Brasil.

Então, se deseja conhecer melhor, e assim ter a chance de quitar dívidas antigas, venha conosco! 

Desenrola Brasil: tudo sobre o programa do Governo Federal

Hoje em dia é bem difícil encontrar algum brasileiro que não tenha dívidas, sejam estas mais altas, ou mais brandas.

Especialmente quando falamos em contas de consumo como luz, água e internet ou faturas de cartão de crédito, é comum encontrar consumidores inadimplentes.

A fim de melhorar essa situação, o Governo Federal idealizou o Programa Desenrola Brasil.

Esta é uma ideia que visa oferecer condições melhores para a quitação de débitos contraídos até 31 de dezembro de 2022.

O intuito é que a partir da quitação desses débitos, os cidadãos possam ter de volta o acesso ao crédito.

Isso porque, é de conhecimento que a renegociação de dívidas não é tão simples, por isso, é importante criar iniciativas que promovam o acesso à população.

O programa permite a renegociação de débitos relacionados a:

Desse modo, é importante destacar que o programa não cobre dívidas com garantia real, o que inclui financiamento imobiliário, crédito rural, operações com riscos de terceiros ou funding.

A ideia é realmente oferecer oportunidades para a regularização de dívidas simples, contraídas através do consumo regular.

Isso inclui débitos de internet, cartão de crédito e tudo aquilo que pode acabar pesando no orçamento, e ficando no vermelho.

Vale dizer que o programa funciona através do cronograma de faixas, que veremos em breve como funciona! 

Quem pode aderir ao programa?

Sempre que falamos em programa promovido pelo governo, muitos logo pensam que se trata de algo para quem possui baixa renda.

Mas, se tratando do Desenrola Brasil, o programa é bem mais abrangente.

É fato que as melhores condições são oferecidas para a população que ganha até 2 salários mínimos.

Mas, o programa também inclui aqueles que ganham até R$ 20 mil ao mês.

O que realmente diferencia as faixas de renda são as propostas apresentadas, e os descontos obtidos.

Além disso, a renda também determina a faixa a qual o cidadão será incluído no programa.

Desse modo, aqueles que têm renda mais alta, participam da Faixa 2, enquanto quem ganha até 2 salários mínimos pode ser incluído na Faixa 1.

De modo geral, o que realmente importa é seguir as regras quanto ao período da dívida, valor e tipo.

Quanto ao período, o débito deve ter sido incluído entre 1 de Janeiro de 2019 e 31 de Dezembro de 2022.

Já sobre os valores das dívidas, para fazer parte da Faixa 1, estas devem ser de até R$ 5.000,00, as demais faixas não especificam valores.

E, por fim, os tipos são aqueles que já vimos anteriormente.

Portanto, desde que você se enquadre nessas regras, e não ultrapasse a renda de R$ 20 mil, poderá participar do programa, seguindo as faixas.

Quais as condições do programa para parcelamento das dívidas

O Desenrola Brasil surge com a proposta de facilitar o acesso à renegociação de dívidas ao povo brasileiro.

Isso funciona através de incentivos do Governo, que atraem parceria com grandes bancos, a fim de conseguir descontos e condições melhores.

Por isso, a promessa é que as propostas do programa sejam bem mais vantajosas do que as que costumam ser oferecidas nesse tipo de operação.

Se tratando de juros, o governo promete parcelamento de dívidas em até 60 vezes, com parcelas de no mínimo 50,00 e 1.99% de juros ao mês.

Além disso, a ideia é realmente conseguir as melhores propostas, por isso, fala-se em realização de leilões.

Esses leilões têm por intuito encontrar as melhores propostas para a renegociação de cada dívida.

Desse modo, a dívida é apresentada, e o banco que oferecer o melhor valor recebe a oportunidade de negociá-la com o cliente.

Essa negociação recebe a garantia do Fundo Garantidor de Operações, onde em caso de inadimplência, esta é coberta pelo Governo.

Vale dizer que essas condições dependem da faixa que o cidadão foi incluído.

Mas, de modo geral, as condições são bem vantajosas, e têm atraído os cidadãos e especialmente os grandes bancos, os quais muitos já estão participando! 

Quais as fases do Desenrola Brasil? 

Ao longo de todo esse material falamos bastante sobre as faixas.

Desse modo, você já entende que para participar do programa é muito importante ser incluído em uma das 2 fases aceitas pelo Desenrola Brasil.

A partir dessa classificação, você saberão a qual fase do programa será direcionado.

A 1ª e a 3ª etapa são para cidadãos que compõem a Faixa 1.

Já a 2ª etapa é para aqueles que se classificam na Faixa 2 de renda, que comporta até R$ 20 mil.

As fases têm por intuito oferecer condições de negociação específicas para cada faixa de renda e tipo de dívida.

Vale dizer que cada fase tem um período, de modo que a primeira e a segunda estão disponíveis desde o dia 17/07/2023, e estima-se que a terceira será liberada a partir de setembro de 2023.

A seguir veremos como cada uma das fases funciona. Confira! 

1ª etapa

A primeira etapa do Desenrola Brasil compreende a desnegativação de dívidas de pequeno valor.

Desse modo, a ideia é que dívidas bancárias de até R$ 100,00 sejam retiradas dos órgãos de proteção ao crédito.

Essa retirada é automática, e o cidadão não precisa fazer nada para ter sua dívida removida.

Para fazer parte dessa faixa é preciso ter renda de até 2 salários mínimos, ou inscrição no CadÚnico.

Além disso, as dívidas devem ter sido incluídas até 31 de Dezembro de 2022.

Essa fase está disponível desde o dia 17/07/2023, de modo que os cidadão já podem conferir a situação das suas dívidas no SPC e Serasa.

A ideia dessa etapa é eliminar dívidas de pequeno valor, devolvendo ao cidadão o acesso ao crédito.

2ª etapa 

A segunda etapa do Desenrola Brasil também está disponível desde o dia 17/07/2023.

Essa fase é direcionada especialmente aos cidadãos que integram a Faixa 2 de renda.

Essa etapa compreende a Renegociação de Dívidas.

Desse modo, aqueles que ganham até R$ 20 mil mensais podem negociar dívidas de qualquer valor diretamente com o banco.

Nessa fase toda a negociação é feita de maneira direta entre o banco e o cliente.

Assim, o banco oferece condições melhores condizentes ao programa, e o cliente verifica se cabe em seu bolso.

Vale dizer que essa fase não é garantida pelo Fundo Garantidor de Operações, ou seja, em caso de inadimplência, o Governo não cobre.

Por isso, é uma fase mais livre, onde a negociação depende de ambas as partes para ocorrer.

3ª etapa

E, por fim, a terceira etapa é também direcionada para Renegociação de Dívidas e está prevista para ocorrer a partir de setembro de 2023.

Essa é a etapa mais aguardada, por ser quando serão liberadas as melhores condições para renegociação.

Essa fase é exclusiva para o público da Faixa 1 de renda (até 2 salários mínimos) ou inscritos no CadÚnico, e para dívidas de até R$ 5 mil.

O Governo Federal está desenvolvendo uma plataforma, pela qual serão realizadas as renegociações através do esquema de leilões que explicamos anteriormente.

Para participar dessa fase o cidadão deve ter acesso a conta Gov.br com nível de certificação prata ou ouro, e estar com os dados cadastrais atualizados.

Isso porque, a conta Gov.br será utilizada para realizar o login na plataforma.

Desenrola Brasil: tome cuidado para não cair em golpes!

Ao longo deste material te explicamos tudo sobre o programa Desenrola Brasil.

Desse modo, você já sabe como participar e quais os diferenciais da proposta.

Mas, ainda assim é importante alertarmos sobre os golpes que circulam por aí.

Isso porque, com essa novidade, muitos golpistas têm se aproveitado para oferecer propostas absurdas em nome do programa.

Com isso, ocorre com frequência o envio de SMS, mensagens e até ligações fingindo ser o banco e oferecendo quitações com desconto.

Em princípio, a proposta parece muito boa e irrecusável, mas, tenha atenção, pois se trata de um golpe.

Por isso, é muito importante que você não faça nenhum pagamento sem ter certeza de que o contato é oficial.

Sendo assim, negocie apenas com o banco diretamente, ou através da plataforma do Governo Federal.

Assim, você tem a certeza de que o pagamento foi feito corretamente, e suas dívidas serão solucionadas.

Então, agora que você já sabe como se proteger e entende tudo sobre o programa, aproveite para verificar as possibilidades para o seu perfil! 

Lucro do FGTS: veja se tem direito e qual o valor!